E-mail: atendimento@aep.net.br
Whatsapp: +55 11 94277-9889
Agora operando no mercado europeu. Contato Espanha: 34 663 455 094

Tudo o que foi anunciado no Google I/O 2018

Conferência de desenvolvedores da gigante de buscas foi recheada de anúncios para serviços como Gmail, Google Assistente, Fotos, Android P, Maps e Lens.

O Google sempre se esforça para ter boas apresentações nas keynotes da sua conferência anual de desenvolvedores I/O, e neste ano não foi diferente. O I/O 2018 não teve os dispositivos chamativos dos anos anteriores – como um novo Chromebook, Pixel ou Home – mas ainda conseguiu brilhar, graças a algumas melhorias significativas nos serviços e softwares presentes no ecossistema da gigante de buscas.

Afinal de contas, o hardware não é nada sem um software que lhe diga o que fazer. E os softwares mostrados pelo Google durante o I/O 2018 eram focados basicamente em deixar a Internet mais sobre você por meio do poder do Machine Learning (Aprendizado de Máquina).

Confira abaixo os principais anúncios feitos pela companhia de Mountain View durante o evento nos EUA.

Smart Compose no Gmail

 

O CEO do Google, Sundar Pichai, abriu os trabalhos com o recurso Smart Compose para o Gmail – basicamente uma versão “tunada” de outra funcionalidade do serviço de e-mail da empresa, o Smart Reply. Mas enquanto o Smart Reply analisa os seus e-mails e oferece de forma inteligente botões com respostas rápidas, o Smart Compose usa a Inteligência Artificial (IA) para sugerir frases completas enquanto você está escrevendo. À medida que você digita, verá sugestões aparecendo em um tom de cinza mais claro; basta apertar Tab para usar a sugestão.

“O Smart Compose te ajuda a economizar tempo ao cortar a escrita repetitiva, enquanto reduz as chances de erros de digitação e de gramática”, explica o Google. “Ele pode até mesmo sugerir frases relevantes de acordo com o contexto. Por exemplo, caso seja sexta-feira, o recurso pode sugerir ‘Tenha um ótimo fim de semana!’ como uma frase de encerramento.”

O Smart Compose parece como um ótimo serviço para economizar tempo caso seja tão eficiente na prática quanto parece na teoria.

Google Fotos

O Machine Learning também deixará o Google Fotos mais útil nos próximos meses. Enquanto estiver olhando para uma foto nas próximas semanas, você poderá ver novas solicitações para corrigir o brilho de uma imagem, ou escurecer o fundo para fazer com que o objeto principal se destaque.

A IA do Google poderá até mesmo colorir fotos antigas em branco e preto.

Além disso, se você tirar uma foto de um documento, o Photos poderá criar automaticamente um arquivo PDF dele – mesmo que a imagem seja feita a partir de um ângulo esquisito.

Google Assistente

O Google Assistente está evoluindo para ser o “seu Google Assistente”. Uma variedade de upgrades está a caminho do ajudante inteligente da gigante, incluindo a habilidade de escolher entre seis diferentes vozes – e, no futuro, essa lista incluirá até mesmo uma opção com a voz do cantor John Legend.

Novos recursos permitem que o Assistente responda a conversas naturais e analise perguntas mais complexas. Nos smartphones, o app poderá te mostrar uma visão geral do seu dia.

Upgrades menores também estão a caminho, e aparelhos inteligentes com telas de outras fabricantes começarão a receber o Assistente no próximo mês de julho, segundi uma tendência iniciada pela Amazon com o Echo Show.

Google Duplex

Falando em smartphones, o Google Assistente poderá até mesmo ligar para estabelecimentos locais para fazer reservas e agendar compromissos em seu nome, realizando conversas complexas em tempo real usando a IA e as novas vozes do Google.

Durante a demonstração feita no palco do I/O, a voz da máquina pareceu estranhamente humana, com direito a “Humms” e “Ahhs” no meio das frases. As pessoas do outro lado da linha não pareciam ter ideia de que estavam falando com um robô.

Android P beta

O Google não revelou o nome final do Android P durante o I/O, mas liberou a próxima geração do seu sistema móvel em uma versão beta atualizada para desenvolvedores. O preview anterior do software para desenvolvedores tinha sido lançado em março, mas essa nova edição já traz os recursos revelados pela gigante durante a conferência.

O Android P está se transformando em um update bastante substancial para o Sistema, com novos recursos de IA, uma grande mudança de navegação, e um pacote de ferramentas voltadas para curar o cada vez mais comum vício em smartphones.

Google Maps

O Maps também recebeu uma renovação que utiliza Machine Learning para melhorar a sua experiência com recomendações personalizadas. Uma aba Explore redesenhada e a nova aba For You vão destacar eventos e restaurantes locais, usando não apenas os dados de estabelecimentos próximos, mas também as informações sobre o que você “curtiu” no passado, e atividades em alta na área. No próximo trimestre, o Assistente também chegará ao Maps.

A empresa também demonstrou um futuro impressionante para as direções de caminhadas no aplicativo de mapas. A partir da combinação de visão computacional e Aprendizado de Máquina, o Maps consegue criar um Street View em Realidade Aumentada que sobrepõe direções e detalhes sobre os estabelecimentos em tempo real na sua tela.

Google News

Até mesmo o Google News ganhou novos recursos no sentido de uma maior personalização, incluindo um app renovado e uma presença web que torna mais fácil encontrar notícias que importam para você – e a partir das fontes em que você confia.

Essas novidades são destacadas principalmente por uma aba For You que aparece quando você abre o aplicativo, mas a IA do Google toca todos os aspectos do serviço.

Isso inclui uma seção chamada “Full Coverage” que busca te fornecer uma visão ampla e coesa de uma reportagem em particular ao mapear as relações entre pessoas, lugares e coisas na história e então organizar isso em storylines com perguntas mais frequentes e tuítes em destaque de uma variedade de fontes. O Google diz que o Full Coverage “é de longe o recurso mais poderoso do app”.

Google Lens

O objetivo principal do Lens é alavancar os pontos fortes do Google em Machine Learning e visão computacional para te fornecer mais informações sobre o mundo. Mas o serviço ficará ainda mais útil em breve.

Uma nova ferramenta inteligente de seleção de texto te permite copiar e colar textos capturados com a sua câmera. Mais útil ainda: ao selecionar um trecho de um texto, o app trará mais informações sobre o assunto. “Digamos que você está em um restaurante e vê o nome de um prato que não reconhece – o Lens irá te mostrar uma foto dele para dar uma ideia melhor”, explica o Google. “Isso exige não apenas reconhecer os formatos das letras, mas também o significado e o contexto por trás das palavras.”

Um novo recurso para combinar estilos, por outro lado, pode te mostrar informações sobre roupas ou artigos de decoração que você gostar, assim como produtos com um estilo parecido.

Mas talvez mais importante ainda: o Lens está sendo libertado das “garras” do Google Fotos e do Assistente. A tecnologia agora virá incorporada no app de câmera do Pixel, e nas câmeras de aparelhos (não especificados) de fabricantes como LG, Motorola, Xiaomi, Sony Mobile, HMD/Nokia, Transsion, TCL, OnePlus, BQ e Asus.

Linux em Chromebooks

Essa novidade não chegou ao palco do I/O, sendo revelada em um post no blog do Google depois do evento, quando a empresa anunciou que os Chromebooks terão suporte para Linux para ajudar os desenvolvedores a programarem em laptops baseados no seu navegador. Uma versão preview estará disponível em breve para o Pixelbook.

“O suporte para Linux permitirá que você crie, teste e rode web apps e apps Android…Rode editores populares, programe na sua linguagem favorita e leve projetos para a Google Cloud com a linha de comando. Tudo funciona diretamente em um Chromebook”, explica o Google.

“O Linux roda dentro de uma máquina virtual que foi desenvolvida do zero para os Chromebooks. Isso significa que ela inicializa em segundos e se integra completamente com os recursos do Chromebook.”

Carros autônomos da Waymo

A empresa de carros autônomos do Google, a Waymo, buscou mostrar o seu lado mais Seguro durante a keynote. Muito provavelmente a recente falha da tecnologia de direção autônoma da rival Uber, que levou à morte de pedestre no Arizona em março, teve algo a ver com isso.

O CEO John Krafcik afirmou que a Waymo usou as redes neurais profundas do Google para reduzir a taxa de erros na detecção de pedestres em 100 vezes. Isso parece ótimo. Mas ao investigar os números, vale destacar que essa taxa de erro começou em 1 por 4, e então agora foi para 1 por 400.

Vamos ver como esses números se saem no mundo real quando a companhia iniciar um serviço de transporte sem motorista em Phoenix, no Arizona, ainda neste ano.

FONTE: http://idgnow.com.br/

CONFIRA TAMBÉM: Google lança Manual do Empreendedor feito por brasileiros