"> Como fazer pesquisa de palavras-chave para SEO - Guia para iniciantes
E-mail: [email protected]
WhatsApp: +55 11 94277-9889

Como fazer pesquisa de palavras-chave para SEO: um guia para iniciantes

Texto por Hubspot – Embora a Google continue pegando no nosso pé com todas as atualizações de algoritmo que eles implantam, uma coisa continua muito consistente para todos os profissionais de inbound marketing que procuram otimizar seus websites para buscas: a pesquisa de palavras-chave.

Confira também no blog da A&P Publicidade: 6 formas de gerar Leads com pop-ups sem atrapalhar a experiência dos usuários

Bem, a necessidade de se fazer pesquisa de palavras-chave permanece a mesma. O que mudou foi como fazê-la.

O que é a pesquisa de palavra-chave?

Pesquisa de palavras-chave é quando se usa palavras-chave para encontrar e pesquisar termos de busca que as pessoas usam em sites de busca. Saber quais termos de busca são de fato usados pode ajudar na sua estratégia de conteúdo ou marketing.

Por isso, vou expor um processo de pesquisa de palavras-chave que você pode seguir para ajudá-lo a criar e reduzir uma lista de termos que você deve ter como alvo.

Dessa maneira, você poderá estabelecer e executar uma forte estratégia de palavra-chave que o ajudará a ser encontrado nas buscas de termos que são realmente importantes para você.

Como pesquisar palavras-chave para sua estratégia de SEO

Passo 1: Faça uma lista de tópicos importantes e pertinentes baseando-se no que você conhece sobre seu negócio.

Para iniciar o processo, pense nos tópicos em que você gostaria de ter boa classificação em termos de áreas genéricas. Você terá cerca de 5 a 10 áreas de assuntos que acha que são importantes para sua empresa e depois usará essas áreas de assunto para ajudá-lo a encontrar palavras-chave específicas posteriormente no processo.

Se você escreve blogs regularmente, essas áreas serão provavelmente os tópicos que você publica com mais frequência. Ou talvez, os tópicos que surgem na maioria das conversas de venda. Coloque-se no lugar das suas personas de comprador: para que tipos de tópicos procurados por seu público-alvo, você gostaria que sua empresa fosse encontrada? Se você fosse uma empresa que vende software de marketing você teria áreas gerais como “inbound marketing“, “blog“, “marketing por e-mail“, “geração de leads“, “SEO“, “mídia social“, “análise de marketing” e “automação de marketing“.

Faz sentido?

Etapa 2: Preencha essas áreas de assuntos com palavras-chave.

Agora que você tem algumas áreas de assuntos em que gostaria de se concentrar, é hora de identificar algumas palavras-chave que se encaixam nessas áreas. Elas são frases de palavras-chave que você acha que são importantes para classificação nas SERPs (páginas de resultados de mecanismo de pesquisa), pois seu cliente-alvo provavelmente está conduzindo pesquisas nesses termos específicos.

Por exemplo, se eu peguei essa última área de assunto de uma empresa de software de inbound marketing, “automação de marketing”, eu faria o brainstorm de algumas frases de palavras-chave que acho que as pessoas digitariam, relacionadas com esse tópico. Elas podem incluir:

  • ferramentas de automação de marketing
  • como usar software de automação de marketing
  • o que é automação de marketing?
  • como saber se eu preciso de software de automação de marketing
  • lead nurturing
  • automação de marketing por e-mail
  • principais ferramentas de automação

Etc. O objetivo nessa etapa não é criar uma lista final de frases de palavras-chave; trata-se apenas descarregar frases que você acha que os possíveis clientes podem usar para pesquisar conteúdo relacionado com essa área de assuntos específica. Reduziremos as listas mais tarde durante o processo, para que você não fique com algo tão pesado.

Embora cada vez mais palavras-chave sejam criptografadas pela Google, outra maneira inteligente de ter ideias de palavras-chave é imaginar quais delas  fazem seu site ser encontrado. Para isso, você precisa de um software de análise de website, como Google Analytics. Detalhe as fontes de tráfego do seu website e filtre o seu bucket de tráfego de pesquisa orgânica para identificar as palavras-chave que as pessoas usam para chegar ao seu site.

Repita esse exercício para cada área de assunto que você tiver. Lembre-se também de que, caso tenha problemas em encontrar termos de pesquisa pertinentes, sempre é possível recorrer aos seus funcionários nas linhas de frente (como vendas ou serviços) e perguntar quais tipos de termos seus prospects e clientes usam, ou perguntas em comum que eles possuem. Frequentemente, eles são excelentes pontos de partida para pesquisa de palavras-chave.

Etapa 3: Pesquisa relacionada a termos de pesquisa.

Essa é uma etapa criativa que você pode já ter pensado ao pesquisar palavras-chave. Caso contrário, é uma excelente maneira de preencher essas listas.

Se estiver com problemas para imaginar mais palavras-chave que as pessoas possam usar para pesquisar sobre um tópico específico, acesse Google.com e examine os termos de pesquisa relacionados, que são exibidos ao inserir uma palavra-chave. Ao digitar sua frase e rolar para a parte inferior dos resultados do Google, você notará algumas sugestões para pesquisa relacionadas à sua entrada original. Essas palavras-chave podem desencadear ideias para outras palavras-chave que podem ser levadas em consideração.

Etapa 4: Verifique se há uma combinação de termos principais e palavras-chave compridas em cada bucket.

Se não souber a diferença entre termos principais e palavras-chave compridas, vou explicar. Termos principais e frases de palavras-chave são, geralmente, mais curtas e genéricas; eles possuem, normalmente, apenas de uma a três palavras, dependendo com quem você conversa. Palavras-chave compridas, por outro lado, são frases de palavras-chave mais compridas que geralmente contêm três ou mais palavras.

É importante verificar se você tem uma combinação de termos principais e palavras-chave compridas, pois isso dará a você uma estratégia de palavras-chave que equilibra metas em longo prazo com ganhos em curto prazo. Isso porque os termos principais são geralmente pesquisados com mais frequência, o que os torna (nem sempre, mas frequentemente) muito mais concorridas e difíceis para se obter uma boa classificação que os termos compridos. Pense: sem examinar o volume de pesquisa ou dificuldade, com qual dos seguintes termos você acha que seria mais difícil obter uma boa classificação?

  1. como escrever uma excelente publicação de blog
  2. blog

Se você respondeu a nº 2, está absolutamente certo. Mas, não se sinta desencorajado. Embora os termos principais geralmente apresentem o maior volume de pesquisa (o que significa maior potencial para enviar tráfego a você), francamente, o tráfego que você obtém do termo “como escrever uma excelente publicação de blog” é geralmente mais desejável.

Por quê?

Porque alguém que procura por algo tão específico é provavelmente alguém muito mais qualificado para seu produto ou serviço (presumindo que você esteja na área de blogging) que alguém que procura algo realmente genérico. Além disso, como as palavras-chave compridas tendem a ser mais específicas, é normalmente mais fácil dizer o que as pessoas que pesquisam essas palavras-chave estão realmente procurando. Alguém que pesquisa o termo principal “blogging”, por outro lado, pode estar pesquisando por muitos outros motivos não relacionados à sua empresa.

Por isso, verifique suas listas de palavras-chave para garantir que você tenha uma combinação saudável de termos principais e palavras-chave compridas. Você definitivamente quer alguns ganhos rápidos que as palavras-chave compridas podem proporcionar, mas também deve tentar progredir em termos principais mais difíceis, a longo prazo.

Etapa 5: Veja a classificação dos concorrentes nessas palavras-chave.

Só porque seu concorrente está fazendo algo, isso não significa que você precisa fazer isso também. O mesmo vale para palavras-chave. Só porque uma palavra-chave é importante para seu concorrente, isso não significa que ela seja importante para você. No entanto, compreender para quais palavras-chave seus concorrentes estão tentando obter uma melhor classificação é uma excelente maneira de ajudá-lo a fornecer outra avaliação à sua lista de palavras-chave.

Se seu concorrente for classificado em certas palavras-chave que também estão em sua lista, fará sentido trabalhar para melhorar sua classificação nelas. No entanto, não ignore aquelas que seus concorrentes parecem não dar importância. Essa pode ser uma excelente oportunidade para você ter sua própria participação de mercado em termos importantes, também.

Compreender o equilíbrio entre os termos que podem ser um pouco mais difíceis devido à concorrência e os termos que são um pouco mais realistas, ajudará você a manter um equilíbrio similar que a combinação de termos principais e compridos permitem. Lembre-se, a meta é ficar com uma lista de palavras-chave que forneça alguns ganhos rápidos, mas que também ajude a progredir rumo a metas maiores e mais difíceis de SEO.

Você quer saber como é possível saber com quais palavras-chave seus concorrentes estão sendo classificados? Além de pesquisar as palavras-chave manualmente em um navegador anônimo e ver em quais posições estão seus concorrentes, o SEMrush permite executar uma série de relatórios gratuitos que mostram as palavras-chave principais do domínio que você inserir. Essa é uma maneira rápida de saber em que tipos de termos seus concorrentes estão se classificando.

Passo 6: Use o planejador de palavras-chave do Google AdWords para reduzir sua lista de palavras-chave.

Agora que você possui a combinação certa de palavras-chave, é hora de reduzir sua lista com alguns dados mais quantitativos. Você tem muitas ferramentas à sua disposição para fazer isso, mas deixe-me compartilhar minha metodologia favorita.

Eu gosto de usar uma combinação do Planejador de palavras-chave do Google AdWords (será necessário configurar uma conta do AdWords para isso, mas não significa que você precisa criar um anúncio) com o Google Trends.

No Planejador de palavras-chave, conhecido anteriormente como a Ferramenta de palavras-chave, você pode obter estimativas de volume e tráfego de pesquisa para palavras-chave em consideração. Infelizmente, quando a Google fez a transição da Ferramenta de palavras-chave para o Planejador de palavras-chave, eles retiraram muitas funções mais interessantes. Mas é possível compensar isso um pouco, se você pegar as informações aprendidas no Planejador de palavras-chave e usá-las no Google Trends para preencher algumas lacunas.

Use o Planejador de palavras-chave para sinalizar qualquer termo em sua lista que tenha volume de pesquisa muito pequeno (ou muito grande) e que não ajudam a manter uma combinação saudável como discutimos acima. Mas, antes de excluir qualquer coisa, confira seu histórico de tendências e projeções no Google Trends. Você pode ver, por exemplo, se vale a pena investir em termos de baixo volume agora, para colher frutos mais tarde.

Ou, talvez, você esteja observando uma lista de termos que é muito difícil de controlar e precisa reduzir de alguma maneira… O Google Trends pode ajudar a determinar quais termos tem uma tendência crescente e que, assim, valem a pena se concentrar.

E… Você terminou!

Parabéns! Você tem agora uma lista de palavras-chave que ajudará a focar nos tópicos certos para sua empresa e obter alguns ganhos em curto e longo prazo.

Reavalie essas palavras-chave de poucos em poucos meses, uma vez por trimestre é uma boa referência, mas algumas empresas gostam de fazer isso com mais frequência. Quando você ganhar ainda mais autoridade nas SERPs, você descobrirá que pode adicionar mais e mais palavras-chaves às suas listas, à medida que você trabalhar para manter sua presença atual e crescer em novas áreas.

As pessoas costumam perguntar