11 3230-2598
11 3230-7798
atendimento@aep.net.br

Como escolher a melhor hospedagem para o site de sua empresa?

Grátis, compartilhada, VPS ou dedicada? Conheça os tipos de hospedagens de sites e defina qual é a melhor para o seu negócio

Quando se está criando um projeto online, como blog, site ou ecommerce, uma das primeiras dúvidas que surgem é em relação ao serviço de hospedagem de site.

Afinal, uma hospedagem e um bom registro de domínio são duas partes essenciais ao se dar os primeiros passos na internet.
O seu domínio é o seu endereço na internet, por exemplo http://aeppublicidade.com.br. É importante avaliar bem a escolha, pois essa será sua identidade e é por esse “nome” que seus clientes encontrarão sua empresa.

Já a hospedagem é o serviço que armazena os dados de seu site e os disponibiliza para serem vistos no mundo todo, 24 horas por dia. Ou seja, é responsável por permitir o acesso do público geral ao seu endereço virtual.

Tipos de hospedagem de sites

Hospedagem grátis

Algumas empresas oferecem uma opção de hospedagem grátis, útil para quem está começando ou quer testar um projeto online.

É a alternativa ideal para quem quer tirar uma ideia do papel. Mas, no longo prazo, deverá ser mudada, pois hospedagens gratuitas oferecem recursos limitados e em algum momento comprometerão o desenvolvimento do seu negócio.

Com o sucesso do seu projeto, seja ele um blog ou site, o caminho natural é acabar optando por uma hospedagem de sites compartilhada.

Hospedagem compartilhada

Essa é uma modalidade muito utilizada, pois tem baixo custo e permite colocar seu projeto online de forma rápida e fácil.
Em geral, seu blog poderá ser construído em WordPress, o sistema gerenciador de conteúdo (Content Management System, ou CMS) mais popular do mundo, que domina cerca de 60% do mercado.

Esse tipo de hospedagem de site é ideal para sites que funcionam como cartões de visita ou para blogs pequenos e médios, pois cumpre o papel de colocar o conteúdo que você produz para ser visto no mundo todo.

O principal problema ocorre caso um dos usuários abuse do compartilhamento. É como se você e sua família estivessem usando o mesmo computador. Se uma pessoa baixa arquivos que comprometam 70% da memória, vai sobrar somente 30% de capacidade para você e o resto da família, certo?

Quando um usuário chega a esse ponto, é a hora de pensar em obter um serviço semidedicado.

VPS

Imagine que você está em um escritório onde um computador é particionado em seções e o uso é pré-estabelecido e limitado para cada usuário, sem correr o risco de um comprometer o funcionamento do outro.

A sigla VPS significa Virtual Private Server, ou, em português, servidor virtual privado.

O VPS é recomendado para sites e blogs de grande porte e para ecommerces que possuem fotos e sistemas operacionais pesados, como o Magento.

Existem tanto VPS Linux quanto VPS Windows, a depender das funcionalidades que busca o usuário. Veja as particularidades de cada um:

VPS Linux: é preciso admitir que o Linux é mais rápido e seguro que Windows, mas, por usar de linhas de comando, o sistema torna difícil a vida dos usuários. Claro que existem versões gráficas para servidores, porém não são tão otimizadas quanto o Windows e exigem mais conhecimento em programação e familiaridade com o sistema.

VPS Windows: se sua empresa faz parte de mais de 70% das companhias brasileiras, você roda Windows. E também faz parte das estatísticas mundiais, já que esse é um sistema operacional utilizado por todo lado. Por ter uma interface mais intuitiva e similar ao computador que usamos em casa, ao optar pelo servidor VPS Windows o uso e a adaptação se tornam mais fáceis.

Hospedagem dedicada

Ter uma hospedagem dedicada é como se você tivesse seu próprio computador: não é preciso compartilhar uso, consumo de memória e espaço virtual.

É uma máquina só sua. Mas toda essa autonomia tem um preço alto, que muitas vezes desestimula a manutenção.

Como saber o que é o mais indicado para você?

Vamos pensar em algumas questões de direcionamento.

Como citamos no início do texto, trouxemos você até aqui pois certamente já tem seu site ou blog em andamento, ou está pensando em colocar um projeto no ar.

VPS ou hospedagem compartilhada?

O servidor VPS é útil para aqueles que precisam de configurações mais personalizadas, que já não são possíveis em uma hospedagem compartilhada — servidores de jogos ou empresas de médio e grande porte, que já tenham um volume maior de tráfego e de arquivos, são alguns exemplos.

Nesses casos, sistemas com lentidão geram insatisfação para o leitor ou cliente. Por ter um valor de mercado acessível, flexibilidade e muitas características de uma hospedagem dedicada, é provável que o servidor VPS seja o mais recomendado para o seu site.

Sendo assim, se você ainda não é um gigante da internet, mas já não é tão pequeno assim, uma hospedagem de sites compartilhada é indicada para o seu negócio. Isso porque, além de ser barata, ela proporciona autonomia e muitas possibilidades de configuração de uma hospedagem dedicada, mas sem interferir significativamente no seu bolso.

Ter uma presença online é importante para o sucesso de empresas, sejam lojas físicas ou empreendimentos no mundo digital. Isso porque a internet não tem barreiras geográficas, oferecendo recursos para levar seu produto, serviço e mensagem aos mais variados públicos.

Todos os fatores discutidos aqui são fundamentais na hora de escolher o melhor servidor para hospedar o seu site. Mas a gente admite que o assunto pode ser complexo e assustar.

Por isso, antes de fechar o negócio, avalie a empresa de hospedagem de sites que vai contratar, o histórico no mercado e a qualidade do suporte.

FONTE: https://resultadosdigitais.com.br/blog/hospedagem-de-site/


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *